Polícia atira em homem durante ataque em frente ao Parlamento em Londres

A Polícia Metropolitana de Londres isolou, por volta de 13h45 (10h45m de Brasília), as imediações da sede do Parlamento do Reino Unido, no centro da capital britânica, depois de um sério incidente de segurança.

A Scotland Yard - a polícia metropolitana de Londres - disse que o caso está sendo tratado como "incidente terrorista" até que se prove o contrário.

Os primeiros relatos, ainda não confirmados pela polícia, são de que um homem armado com uma faca atacou um policial na entrada do Parlamento, um dos principais cartões postais de Londres (é onde fica o Big Ben).

O suspeito teria sido atingido a tiros pela polícia e levado a um hospital.

Imagens de TV mostraram um carro com a frente danificada sobre a calçada próximo de uma grade de proteção ao lado do Big Ben.

A área teve a segurança reforçada desde os ataques de 11 de setembro de 2001 nos Estados Unidos e os atentados ao sistema de transporte de Londres, em 2005.

Testemunhas disseram ter ouvido quatro disparos. A primeira-ministra do país, Theresa May, se encontrava no Parlamento na hora do incidente.

Mas as mídias sociais também trazem relatos de que cinco pessoas ficaram feridas em um atropelamento na ponte de Westminster, vizinha ao prédio. Ainda não está claro se os incidentes estão relacionados.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos