Como é o bunker ultrassecreto construído por líder iugoslavo para sobreviver a ataque nuclear

Um bunker ultrassecreto construído para garantir a sobrevivência de autoridades iugoslavas durante a Guerra Fria virou uma galeria de arte próxima a Sarajevo, capital da Bósnia e Herzegovina.

Construído como uma cidade subterrânea para abrigar o ex-presidente iugoslavo Josip Broz Tito (1892-1980), sua mulher e outras autoridades importantes em caso de uma guerra nuclear, ele foi chamado de "D-0 ARK", o bunker nuclear de Tito.

"É óbvio que ele foi construído por causa da paranoia ou do medo da Guerra Fria", diz Mirnes Bajic, guia da galeria.

"Dentro deste bunker, temos 137 obras de arte - 106 artistas participaram até agora e 76 deles estavam representando seu país na Bienal de Veneza", conta.

A antiga Iugoslávia manteve a neutralidade durante a Guerra Fria, apesar de ser um país socialista na época - sobre o qual a União Soviética queria manter sua influência.

Com o fim da Segunda Guerra Mundial, duas potências surgiram em oposição uma à outra: Estados Unidos e União Soviética.

A Guerra Fria, um duelo baseado na ameaça constante de um conflito atômico, só terminou com o colapso da União Soviética, em 1991.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos