Dresden reforça segurança após bombas

Polícia aumenta vigilância a instituições islâmicas e eleva presença policial nas comemorações do Dia da Unidade Alemã. Autoridades não descartam motivação xenófoba para explosões.Após os ataques numa mesquita e num centro de convenções em Dresden, no leste da Alemanha, a polícia reforçou a segurança em três mesquitas e em mais duas instituições islâmicas na cidade. A polícia acredita que haja uma conexão entre as duas explosões, ocorridas na noite de segunda-feira (26/09), e as celebrações planejadas por ocasião do Dia da Unidade Alemã, em 3 de outubro. Segundo o chefe da polícia da cidade, Horst Kretyschamr, 2.600 policiais garantirão a segurança durante os três dias de festa por ocasião da data histórica, e haverá controles de segurança pela cidade. O presidente alemão, Joachim Gauck, deverá ser recebido justamente no International Congress Center, que foi alvo de um dos ataques. O secretário do Interior da Saxônia, Markus Ulbig, afirmou em entrevista à emissora ZDF nesta quarta-feira que os ataques foram reivindicados. Segundo ele, um comunicado foi publicado no site linksunten.indymedia.org, de onde já foi removido, e sua autenticidade está sendo verificada. O político não revelou, no entanto, quem se responsabilizou pelos atentados. Segundo Ulbig, se alguém ataca uma mesquita, não se pode descartar que haja uma motivação de extrema direita ou ao menos xenófoba. "Explosivos não são uma maneira de expressar opinião, mas um crime", declarou, ressaltando que ainda não há evidências concretas sobre a motivação dos criminosos. Ninguém ficou ferido nos incidentes, mas o imã da mesquita estava no local com a família no momento da explosão. As autoridades também analisam imagens de câmeras de segurança e relatos de testemunhas. O ministro do Interior alemão, Thomas de Maizière, alertou sobre conclusões precipitadas, afirmando que só deve se falar em terrorismo de direita quando as investigações forem concluídas. A polícia encontrou restos de bombas caseiras no local das duas explosões. LPF/epd/dpa/rtr

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos