Revelação reforça elo entre campanha de Trump e Kremlin

Filho mais velho do presidente admite que, durante eleição, recebeu em Nova York uma advogada ligada a Moscou. É a primeira vez que existência de reunião do tipo envolvendo círculo íntimo do magnata é confirmada.Donald Trump Jr., filho mais velho do presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, confirmou ter se encontrado com uma advogada ligada ao Kremlin durante a campanha presidencial americana, para obter informações sobre a rival de seu pai, a democrata Hillary Clinton. A informação foi revelada neste domingo (09/07) pelo jornal The New York Times, citando fontes da Casa Branca e documentos confidenciais do governo. É a primeira vez que um encontro privado do gênero envolvendo o círculo íntimo de Trump é confirmado. O assunto envolve a principal questão das atuais investigações federais sobre uma eventual ingerência de Moscou nas eleições, com o objetivo de favorecer Trump. A reunião, realizada na Trump Tower em 9 de junho de 2016, também contou com a presença do chefe da campanha de Trump na época, Paul J. Manafort, e seu genro, Jared Kushner. Eles já haviam divulgado a ocorrência da reunião ao diário, mas sem revelar seu conteúdo. No domingo, Trump Jr. admitiu ter concordado em se encontrar com a advogada russa Natalia Veselnitskaya sob a promessa de obter informações sobre a candidata democrata. "Após uma troca de cortesias, ela afirmou ter a informação de que indivíduos ligados à Rússia estavam financiando o Comitê Nacional Democrata e apoiando a Sra. Clinton", disse Trump Jr. em comunicado. "As afirmações eram vagas, ambíguas e não faziam sentido. [...] Logo ficou claro que ela não tinha nenhuma informação significativa." Trump Jr. disse que a conversa então mudou para o tema de adoção de crianças russas por americanos e o Ato Magnitsky, uma lei de 2012 que estabelece uma lista negra de violadores russos de direitos humanos. "Ficou claro para mim que essa era a verdadeira pauta e que as alegações de informações potencialmente úteis eram um pretexto para o encontro", acrescentou. O filho do presidente afirmou ainda que a reunião durou cerca de 20 a 30 minutos e que não foram realizados novos contatos do tipo. Ele disse também que seu pai não teve conhecimento do caso. IP/rtr/ots

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos