PUBLICIDADE
Topo

ONU confirma 121 crianças palestinas mortas em Gaza em ataques israelenses

Em Genebra

22/07/2014 08h28

Um total de 121 crianças palestinas, 80 delas de menos de 12 anos, morreram desde que Israel começou, há 15 dias, a ofensiva militar contra o território palestino de Gaza, confirmou a Unicef, o organismo das Nações Unidas para a proteção da infância, nesta terça-feira (22).

Esse número indica que os menores representam um terço das vítimas civis registradas desde que Israel começou a bombardear continuamente Gaza.

Até hoje morreram 586 palestinos, a grande maioria civis. Dos menores mortos pelos ataques israelenses, 84 eram meninos e 37 meninas, com idades que variavam entre cinco meses e 17 anos, segundo os dados do Unicef.

Pelo menos 904 outras crianças ficaram feridas, acrescentou o órgão.

Entenda o conflito entre israelenses e palestinos

O Escritório de Assuntos Humanitários da ONU descreveu como "devastadora" a situação para a população de Gaza, um território de altíssima densidade demográfica, com 4.500 pessoas por quilômetro quadrado.

"Literalmente, não há um espaço que seja seguro para os civis", destacou o porta-voz, Jens Laerke.

Segundo uma rápida avaliação realizada por voluntários em Gaza, 107 mil crianças precisam de tratamento especializado pelo trauma que sofreram ao vivenciar ataques que mataram suas famílias ou destruíram suas casas.

Por enquanto, as equipes de emergência conseguiram oferecer esse tipo de apoio a menos de 900 crianças.