Secretário-geral da Unasul se solidariza com Lula por "linchamento midiático"

Quito, 4 mar (EFE).- O secretário-geral da União de Nações Sul-Americanas (Unasul), Ernesto Samper, expressou nesta sexta-feira sua solidariedade com o ex-presidente do Brasil Luiz Inácio Lula da Silva, que prestou depoimento à Polícia Federal (PF), e disse que o petista é vítima de um "linchamento midiático".

"Minha solidariedade pessoal com o ex-presidente Lula, submetido a um linchamento midiático que afeta seu direito à presunção de inocência", escreveu Samper no Twitter.

Além de levar Lula para depor em uma delegacia no aeroporto de Congonhas, em São Paulo, a PF visitou várias residências do ex-presidência, inclusive o Instituto Lula, como parte da 24ª fase da Operação Lava Jato.

Lula alegou que a polícia não tinha motivos para conduzi-lo a uma delegacia porque nunca se negou a comparecer a qualquer autoridade para dar explicações e disse que a atitude das autoridades tinham uma clara motivação política.

De acordo com o procurador Carlos Fernando dos Santos Lima, o conjunto de indícios de que o ex-mandatário pode ter se beneficiado dos desvios da Petrobras é "bastante significativo".

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos