Papa pede oração para que o amor possa reinar após atentado no Paquistão

Cidade do Vaticano, 28 mar (EFE).- O papa Francisco condenou nesta segunda-feira o "vil e insensato crime" na cidade paquistanesa de Lahore e pediu oração para que "as mãos dos violentos que semeiam terror e morte se detenham, e no mundo possa reinar o amor, a justiça e a reconciliação", após o reza do Regina Coeli.

Assomado à janela do Palácio Apostólico perante uma Praça de São Pedro rodeada de fortes medidas de segurança, Francisco lembrou o "abominável atentado que ensanguentou a Páscoa" ontem e que deixou mais de 70 mortos, sobretudo mulheres e crianças, a maioria deles "famílias da minoria cristã concentradas em um parque para celebrar a Semana Santa".

"Desejo manifestar minha proximidade a todos aqueles que foram golpeados por este vil e insensato crime e convido a rezar ao Senhor pelas várias vítimas e seus seres queridos", disse.

Depois, Franscisco realizou uma chamada para que as autoridades civis e todos os membros da sociedade paquistanesa "realizem o esforço para dar segurança e serenidade à população e, sobretudo, às minorias religiosas mais vulneráveis".

"Reitero de novo que a violência e o ódio homicida conduzem só à dor e à destruição. O respeito e a fraternidade são a única via para alcançar a paz", acrescentou.

O porta-voz do Vaticano, Federico Lombardi, após conhecer o atentado informou da imenso dor do pontífice e afirmou que as minorias cristãs voltaram a ser golpeadas por esta "violência fanática".

A reza do Regina Coeli em São Pedro foi realizada sob fortes medidas de segurança e nesta ocasião os fiéis foram controlados por policiais italianos.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos