Sérgio Moro é incluído em lista de "100 mais influentes" da revista "Time"

Washington, 21 abr (EFE).- A revista "Time" publicou nesta quinta-feira sua lista de 100 pessoas mais influentes do ano, que desta vez conta com o juiz federal Sérgio Moro entre nomes como Papa Francisco, o presidente dos EUA, Barack Obama, e o ator Leonardo DiCaprio, entre outros.

A revista divide a lista em cinco grupos (titãs, pioneiros, artistas, líderes e ícones), com perfis escritos por diferentes personalidades do meio ao qual pertencem.

Moro aparece na categoria de líderes e teve o perfil escrito por Bryan Walsh, responsável pela editoria Internacional da revista. De acordo com a "Time", o brasileiro é chamado de "Super Moro" e tem o nome cantado pelas ruas como se fosse um jogador de futebol.

A publicação destaca o papel do juiz federal na Operação Lava Jato e afirma que o início do processo de impeachment contra a presidente Dilma Rousseff é causado, em parte, pelo trabalho de Moro ao longo das investigações sobre o escândalo de corrupção na Petrobras.

Segundo a revista, "Moro tem sido acusado de ignorar o devido processo legal e tem estado mais do que disposto a avaliar seus casos no tribunal da opinião pública, mas a maioria dos brasileiros sente que suas táticas valem a pena por um país mais limpo".

A categoria que conta com Sérgio Moro é a maior, com 31 personalidades. Entre os líderes estão políticos como Barack Obama e pré-canditados à presidência americana, como Bernie Sanders e Hillary Clinton, pelo lado democrata, e os republicanos Donald Trump Ted Cruz.

A política também está representada pelos presidentes da Turquia, Recep Tayyip Erdogan, da China, Xi Jinping, e da Rússia, Vladimir Putin, além do primeiro-ministro do Canadá, Justin Trudeau, e a birmanesa Prêmio Nobel da Paz Aung San Suu Kyi.

O papa Francisco, figura habitual na lista da "Time", aparece entre os "titãs", categoria que conta com o jogador de basquete Stephen Curry, do Golden State Warriors, o CEO da Apple, Tim Cook, e o casal formado por Mark Zuckerberg, cofundador do Facebook, e Priscilla Chan.

Alejandro González Iñárritu, o mexicano que ganhou pela segunda vez consecutiva o Oscar de melhor diretor por "O Regresso", é um dos "ícones", assim como o protagonista do filme, Leonardo DiCaprio.

Também fazem parte da categoria as cantoras Adele e Nicki Minaj, além de pessoas do meio esportivo, como o velocista Usain Bolt, o piloto de Fórmula 1 Lewis Hamilton e a lutadora de MMA Ronda Roussey.

Entre os "artistas" aparecem as atrizes Charlize Theron e Melissa McCarthy, os atores Oscar Isaac, Idris Elba e Gael García Bernal, a cantora Ariana Grande e o rapper Kendrick Lamar.

Um dos destaques da categoria "pioneiros" é Caitlyn Jenner, medalha de ouro no decatlo dos Jogos Olímpicos de 1976 com o nome Bruce, que passou pelo processo de transição de gênero, pois se identificava como mulher. Jenner aparece entre nomes como o do comediante Aziz Ansari e o do youtuber Felix Kjellberg, também conhecido como PewDiePie.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos