Sanders apoiará o direito de decisão dos porto-riquenhos se eleito presidente

Washington, 22 abr (EFE).- O senador Bernie Sanders "assegurará que o Congresso escute o povo porto-riquenho e respeite sua decisão" sobre o status da ilha caso seja eleito presidente dos Estados Unidos nas eleições de novembro, indicou nesta sexta-feira a campanha do candidato aspirante democrata.

Em comunicado enviado à Agência Efe, a diretora regional para o Voto Latino na campanha de Sanders, Betsy Franceschini, explicou a posição do candidato democrata com relação ao status de Porto Rico, cujos cidadãos não podem votar nas eleições gerais - mas sim nas primárias - por se tratar de um Estado Livre Associado.

Para Sanders, "a condição política de Porto Rico é uma decisão que está em última instância nas mãos do povo de Porto Rico", apontou Franceschini.

"O senador Sanders, se for eleito presidente dos Estados Unidos, assegurará que o Congresso escute o povo porto-riquenho e respeite sua decisão de se transformar em um estado da união, nação independente e uma forma de país soberano com livre associação com os Estados Unidos", acrescentou.

O rival de Hillary Clinton nas primárias democratas articulou em várias ocasiões suas ideias para Porto Rico e, segundo o plano para a ilha detalhado em sua página site oficial, se chegar ao poder "lutará por um referendo vinculativo e sancionado pelo Congresso" para que os porto-riquenhos decidam sobre seu status.

Em uma conversa há poucos dias com o vocalista do grupo porto-riquenho Rua 13, René Pérez "Residente", Sanders disse que não correspondia a ele decidir sobre o status político de Porto Rico, mas devem ser feito pelos habitantes, e "a ilha está dividida" a respeito.

"Há quem, como tu, quer ver a ilha se transformar em um nação independente, há alguns que querem ser um estado (dentro dos EUA), e há alguns que querem manter o 'status quo", lembrou Sanders.

"Na minha opinião, e o que acredito que é justo fazer como presidente dos Estados Unidos, é que essa decisão deve ser tomada pelo povo de Porto Rico através de um referendo o mais rápido possível", acrescentou.

Por sua vez, Hillary Clinton indicou, em um questionário enviado neste mês à Associação Nacional de Liderança Hispano (NHLA), que "o povo de Porto Rico merece uma resolução do status de sua ilha" e que apoiará o que for decidido por eles, "sempre que seja aprovado pelo Congresso" federal.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos