Obama defende que Vietnã precisa melhorar relação com os direitos humanos

Ho Chi Minh (Vietnã), 24 mai (EFE).- O presidente dos Estados Unidos, Barack Obama, pediu nesta terça-feira durante discurso em Hanói que o Vietnã cumpra com as diretrizes dos direitos humanos como garantia de um progresso econômico sustentável e de uma maior estabilidade política para o futuro do país.

"No meu ponto de vista, as nações são mais bem-sucedidas quando os direitos humanos são respeitados", declarou Obama no Centro Nacional de Convenções da capital vietnamita.

"Defender estes direitos não é uma ameaça para a estabilidade, mas a reforça, assim como os alicerces do progresso. O Vietnã fará de maneira diferente dos EUA, mas há alguns princípios básicos que acredito que todos temos que melhorar", afirmou.

Obama reconheceu que os EUA e Vietnã mantêm diferenças, mas evitou fazer uma menção direta às carências do país asiático em direitos humanos e se limitou a fazer uma defesa genérica da importância das liberdades de expressão, associação e religião e de ter um sistema democrático.

Antes de seu discurso, o presidente americano se reuniu com dez ativistas. No entanto, segundo a organização Human Rights Watch, faltaram ao encontro alguns dissidentes detidos ontem pelo regime vietnamita.

Obama viaja nesta tarde para Ho Chi Minh (antiga Saigon) para se reunir com empresários e onde na quarta-feira inaugurará uma universidade americana antes de viajar ao Japão onde participa da cúpula do G7.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos