Unesco anuncia candidaturas para a lista de Patrimônio Mundial 2016

Paris, 24 jun (EFE).- O Brasil, além de Espanha, México, Argentina, Panamá, Costa Rica e Antígua e Barbuda apoiam este ano algumas das candidaturas às listas do Patrimônio Mundial da Unesco, que o Comitê "ad hoc" examinará em Istambul entre os dias 10 e 20 de julho próximos, anunciou nesta sexta-feira a Unesco.

O Conjunto Moderno da Pampulha, em Belo Horizonte; o sítio das grutas neandertais de Gibraltar e seu entorno, apresentado pelo Reino Unido; e os dólmens de Antequera, na Andaluzia (Espanha) figuram entre os 29 candidatos à Lista do Patrimônio Mundial, detalhou a organização em comunicado.

A Argentina, com França, Índia, Japão, Suíça e Alemanha, apresentam a "Obra Arquitetônica de Le Corbusier, uma contribuição excepcional ao Movimento Moderno".

O Panamá entra na lista com uma grande modificação dos limites do sítio arqueológico e centro histórico da Cidade do Panamá, um bem já inscrito na lista.

O caribenho Estaleiro de Antígua e os sítios arqueológicos associados a ele em Antígua e Barbuda completam o panorama ibero-americano dessa categoria cultural.

A ela aspiram também lugares como o sítio arqueológico de Filipos na Grécia; os túmulos medievais Stecci na Bósnia-Herzegovina, Croácia, Montenegro e Sérvia; as obras principais da arquitetura moderna de Frank Lloyd Wright nos Estados Unidos; e a paisagem cultural da arte rupestre de Zuojiang Huashan da China.

O México levará a Istambul o Arquipélago de Revillagigedo, um dos nove possíveis futuros lugares naturais, categoria que inclui este ano o conjunto vulcânico francês da cadeia dos Puys e a falha de Limagne, o deserto de Lout do Irã, o Mistaken Point do Canadá e o Shennongjia de Hubei da China.

Além de quatro lugares mistos - como o Parque Nacional de Khangchendzonga na Índia e os Ahwar do sul do Iraque -, o comitê da Unesco examinará sete propostas para sua segunda grande lista, a do Patrimônio em Perigo.

Uma delas é formadas pelas Reservas da Cordilheira de Talamanca-La Amistad/Parque Nacional La Amistad, da Costa Rica e Panamá, assim como o Vale de Katmandu no Nepal, as cidades antigas de Djenné do Mali e o Baixo Vale do Omo da Etiópia.

A Unesco ressaltou que o comitê estudará, além disso, o estado de conservação dos 48 lugares inscritos até hoje nesta lista de bens em perigo e de 108 dos 1.031 que compõem por enquanto a do Patrimônio Mundial.

Os trabalhos desta sessão, a de número 40, que será presidida pela diretora geral de Assuntos Culturais do Ministério de Relações Exteriores turco, Lale Ülker, poderão ser acompanhados ao vivo pela internet no endereço http://whc.unesco.org/fr, anunciou a Unesco. EFE

lg/ma

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos