EUA dizem que "Brexit" é um tsunami que vai atingir a América Latina

Na Cidade do Panamá

A saída do Reino Unido da União Europeia (UE) é um tsunami que mais cedo ou mais tarde vai atingir a América Latina, afirmou neste domingo no Panamá a subsecretária do Departamento de Estado dos Estados Unidos para o Hemisfério Ocidental, Mari Carmen Aponte.

"Definitivamente, (o 'Brexit') vai atingir a América Latina, porque é um tsunami, mas ainda é muito cedo para saber os efeitos que terá, seria muita especulação", disse à Agência Efe a funcionária, que participa de um fórum organizado pela Câmara Americana de Comércio (Amcham) na Cidade do Panamá, e acrescentou que "é um acontecimento transcendental a decisão dos britânicos, que gera ondas".

A campanha pela saída do bloco europeu ganhou na quinta-feira no Reino Unido com 51,9% dos votos, contra 48,1% dos que optaram pela permanência na UE, em um referendo que contou com participação de 72,1% do eleitorado, a mais alta desde 1992.

A funcionária do Departamento de Estado americano participará esta tarde da cerimônia protocolar de abertura da ampliação do Canal do Panamá, uma obra que ela elogiou pelo progresso que vai trazer ao país centro-americano e pelos efeitos que terá na costa leste dos Estados Unidos, com os investimentos milionários nos diferentes portos dessa região.

A embarcação chinesa Cosco Shipping Panama, um new panamax de 48,25 metros de altura e 299,98 metros de comprimento, com capacidade para transportar até 9,4 mil contêineres, iniciou neste domingo a travessia inaugural após a ampliação do Canal do Panamá pela eclusa de embarque de Agua Clara, na vertente do Atlântico.

A embarcação passará pela eclusa de embarque de Agua Clara para depois seguir rumo à de Cocolí, no Pacífico, aonde chegará durante a tarde e finalizará sua travessia pelo canal, de cerca de 80 quilômetros.

As novas de eclusas de embarque foram construídas pelo Grupo Unidos pelo Canal (GUPC), liderado pela empresa espanhola Sacyr, que assinou um contrato de US$ 3,118 bilhões em 2009, mas que apresentou exigências econômicas que elevaram o valor do mesmo para aproximadamente US$ 3,4 bilhões.

O custo da ampliação global chega a US$ 5,450 bilhões, acima dos US$ 5,250 bilhões orçados em 2007.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

Veja também

UOL Cursos Online

Todos os cursos