Inteligência sul-coreana afirma que Kim Jong-un sofre de insônia

Em Seul

  • KCNA/Reuters

O Serviço de Inteligência da Coreia do Sul (NIS) afirmou nesta sexta-feira em um relatório enviado ao Parlamento que o líder norte-coreano, Kim Jong-un, sofre de insônia e outros problemas de saúde derivados da obesidade.

O jovem ditador norte-coreano pesaria 130kg, 40 a mais que quando assumiu o cargo em 2012, já que supostamente bebe e come compulsivamente por conta do forte estresse por preocupações sobre sua segurança, segundo o NIS.

A inteligência sul-coreana apresentou o relatório durante uma reunião do comitê de inteligência da Assembleia Nacional de Seul e um dos deputados presentes o publicou em uma sessão parlamentar, um procedimento habitual no parlamento sul-coreano.

Até agora o NIS divulgou com frequência dados sobre o léder e a elite de Pyongyang, que em algumas ocasiões eram certos e em outras completamente errôneos.

Em todo caso, o extremo sigilo que rodeia a família Kim e seu entorno faz impossível contrastar a informaçã proveniente da inteligência sul-coreana ou outras fontes.

O NIS também especulou a ideia de que Kim teme que se estendam por Pyongyang informações sobre sua infância, como o fato de que deixava de comer durante longos períodos quando discutia com sua mãe.

Os serviços de inteligência sul-coreanos também asseguraram ter novos dados sobre Kim Kyong-hui, a tia do líder supremo desaparecida há alguns anos da vida pública.

A ex-influente figura do regime estaria vivendo nos arredores de Pyongyang após sofrer problemas de alcoolismo por causa da execuçã de seu marido Jang Song-thaek no final de 2013.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

Veja também

UOL Cursos Online

Todos os cursos