WhatsApp

Unicef propõe uso do WhatsApp para facilitar identificação de refugiados

  • Ralph Orlowski/Reuters

Barcelona, 3 jul (EFE).- O Fundo das Nações Unidas para a Infância (Unicef) aposta em transformar as novas tecnologias em uma "solução humana" e aplicá-la, por exemplo, para identificar os refugiados através do aplicativo de mensagens WhatsApp.

"Um dos grandes problemas enfrentados constantemente pelos refugiados é o processo de identificação em cada país que eles chegam", explicou à Agência Efe o cofundador da Unidade de Inovação do Unicef, o americano Christopher Fabian.

O diretor do Unicef propõe que os números de telefone usados pelos refugiados para se cadastrar no WhatsApp sejam uma forma de identificá-los, já que o aplicativo é utilizado por grande parte deles para entrar em contato com amigos e familiares nos países de origem.

Fabian faz parte da Unidade de Inovação desde 2007, quando a fundou junto com a japonesa Erica Kochi. Atualmente, ela é formada por um grupo interdisciplinar de pessoas no mundo todo.

Ao longo dos últimos anos, a equipe de Fabian desenvolveu diferentes tecnologias, como o U-Report e o Digital Drum.

O U-Report é uma plataforma de mensagens gratuita que os jovens de diversos países podem usar para dar sua opinião e se manter informados sobre diversos temas com telefones que não precisam estar conectados a internet. O sistema já tem mais de 2,1 milhões de usuários ativos em cerca de 20 países, segundo a ONU.

Já o Digital Drum, um projeto escolhido pela revista 'Time' como uma das 50 melhores invenções de 2011, é um protótipo de ensino digital que lembra um computador e que usa a tecnologia para promover a educação e o acesso à aprendizagem, disse Fabian.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

Veja também

UOL Cursos Online

Todos os cursos