Brasil e Paraguai avaliam operação que destruiu 70 toneladas de maconha

As autoridades paraguaias e brasileiras se reuniram na cidade de Pedro Juan Caballero, na fronteira entre os dois países, para avaliar uma operação realizada em conjunto, na qual foram destruídas quase 70 toneladas de maconha, informou nesta sexta-feira o Ministério das Relações Exteriores do Paraguai.

Durante vários dias de ações áreas e terrestres, a operação, que foi finalizada nesta semana, foi concluída com a apreensão e incineração de 66,9 mil quilos de maconha.

Além disso, foram destruídos 162 hectares de pés de maconha e acampamentos clandestinos para prensar a droga, ambos localizados em áreas florestais do departamento paraguaio de Amambay, na fronteira com o Brasil, segundo a Chancelaria do Paraguai.

As drogas apreendidas foram avaliadas em US$ 16,5 milhões. Na operação, participaram militares, policiais e agentes especiais antinarcóticos, com o apoio da Polícia Federal do Brasil.

Depois do fim da operação ocorreu um encontro entre o ministro da Justiça do Brasil, Alexandre de Moraes, e o diretor-geral da Polícia Federal, Leandro Daiello Coimbra, e o titular da Secretaria Nacional Antidroga do Paraguai, Hugo Vera, e o representante do Ministério das Relações Exteriores paraguaio, Víctor Aquino.

Ambas as partes concordaram sobre a importância da cooperação bilateral para erradicar o cultivo e o tráfico de maconha em grande escala entre os dois países.

O Paraguai é o maior produtor de maconha da América do Sul, e o Brasil o principal destino da droga.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Newsletter UOL

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos