Ativistas da Peta ficam seminuas em protesto no Rio de Janeiro

Rio de Janeiro, 4 ago (EFE).- Duas ativistas da organização Pessoas a favor do Tratamento Ético aos Animais (Peta, em inglês) tomaram banho seminuas no Largo da Carioca, no centro do Rio de Janeiro, para denunciar que o consumo de carne representa desperdício de grandes quantidades de água.

As duas mulheres, procedentes de Estados Unidos e Canadá, ficaram cerca de uma hora em uma banheira cheia de água com espuma, diante do olhar de dezenas de curiosos.

"Economize água: Torna-te vegano", diziam os cartazes das ativistas da Peta, assegurando que comer um bife consome tanta água quanto 50 banhos de sete minutos.

Um ativista da Peta, Frank Alarcón, disse à Agência Efe que a pecuária "é uma das indústrias que mais água desperdiça e polui o planeta".

"O não consumo de carne evita o desperdício de água e sua poluição, além de se referir ao respeito com os animais. Os animais têm direito, como não serem maltratados", comentou.

A protesto é um das dezenas previstos nestes dias no Rio de Janeiro para aproveitar a atenção mundial gerada com os Jogos Olímpicos que serão inaugurados amanhã na cidade.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Newsletter UOL

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos