Congressistas dos EUA pedem que país sancione mais funcionários venezuelanos

Washington, 25 ago (EFE).- Mais de 30 congressistas dos Estados Unidos, tanto democratas como republicanos, pediram nesta quinta-feira aos secretários de Estado, John Kerry, e de Tesouro, Jack Lew, a imposição de novas sanções contra funcionários do governo da Venezuela, pois acreditam que "a democracia está fracassando" no país sul-americano.

Os 33 congressistas, a maioria deles representantes da Flórida, pediram em carta a Kerry e Lew que os dois tomem "ações imediatas" diante da "terrível crise econômica, política e humanitária que vive a Venezuela".

Os Estados Unidos já impuseram sanções a funcionários venezuelanos com um projeto de lei, que, segundo detalharam os legisladores na carta, atingiu 62 pessoas desde que a legislação entrou em vigor, no final de 2014.

"No entanto, os registros de outros oficiais venezuelanos, incluindo membros do Tribunal Superior, do sistema judiciário, de juízes em vários estados, das polícias estadual e nacional e das forças de segurança, foram relacionados diretamente com abusos em relação aos direitos humanos", alertaram os representantes políticos.

"Muitos desses indivíduos seguem tendo livre acesso ao sistema financeiro americano. Assim, pedimos energicamente que analisem essas informações e imponham sanções contra os indivíduos que participaram de tais abusos", insistiram os legisladores.

Além disso, o documento reitera a Kerry e Lew que, antes de estreitar as relações entre EUA e Venezuela, o governo americano deve mandar uma "mensagem clara e consistente", através de todos os canais possíveis, insistindo que o regime de Nicolás Maduro deve permitir um referendo revogatório "livre e justo" antes do fim do ano.

Eles também enfatizaram a necessidade de que a Venezuela liberte seus presos políticos, obedeça a princípios democráticos, permita o envio de alimentação de emergência e remédios, e impeça qualquer tipo de apoio governamental a atividades vinculadas com o tráfico de drogas.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Newsletter UOL

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos