Morrem 6 milicianos líbios em combates com jihadistas em Sirte

Sirte (Líbia), 29 ago (EFE).- Pelo menos seis milicianos morreram e cerca de 30 ficaram feridos nesta segunda-feira em combates com extremistas muçulmanos no distrito 1 da cidade de Sirte, que as milícias do oeste da Líbia tentam arrebatar do braço líbio do grupo jihadista Estado Islâmico.

Segundo fontes militares desta aliança, ligada ao governo de unidade líbio formado pela ONU, apesar das baixas as milícias conseguiram hoje expulsar os jihadistas do citado distrito, no qual agora tentam eliminar as armadilhas plantadas pelos extremistas.

Os combates começaram no início da tarde e foram de menor intensidade devido ao grande número de baixas que as milícias aliadas sofreram ontem, no início do ataque final.

Fontes médicas no terreno confirmaram hoje à Agência Efe que o número de mortos no primeiro dia de combates chegou a 35 milicianos e o de feridos superou os 200, sendo que dez deles seguem em estado muito grave.

O braço líbio do grupo jihadista Estado Islâmico conquistou Sirte - local no qual nasceu e morreu o ex-ditador Muammar Kadafi - em fevereiro de 2015, aproveitando a disputa política entre os governos do leste e do oeste do país.

Até junho deste ano, instalaram um sistema de governo semelhante ao califado na Síria e no Iraque baseado no terror, mas também na oferta de segurança e infraestruturas a uma população abandonada.

Em maio, e depois que ameaçassem publicamente avançar para Misrata, a poderosa milícia desta cidade - a terceira em importância do país - se uniu a outras do oeste da Líbia para libertar este porto do Mediterrâneo.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos