Governo sírio agradece apoio de "verdadeiros amigos" como Rússia e Irã

Nações Unidas, 24 set (EFE).- O governo sírio se mostrou disposto neste sábado a respaldar na ONU uma solução política para o conflito de seu país e agradeceu o apoio militar que recebeu de "verdadeiros amigos", como a Rússia e o Irã.

"Acreditamos que outros países vão despertar e se dar conta antes que seja tarde demais do perigo que espreita a todos nós", afirmou o vice-primeiro-ministro e titular de Relações Exteriores da Síria, Walid Muallem, ao discursar neste sábado na Assembleia Geral da ONU.

Muallem, como ocorreu em outras ocasiões quando o governo de Damasco fala na ONU do conflito de seu país, introduziu em uma mesma classificação a oposição armada e grupos terroristas como o Estado Islâmico (EI) e a Al Qaeda.

"Na Síria estamos combatendo o terrorismo em nome do mundo inteiro", afirmou o ministro sírio. "A campanha terrorista contra o meu país está sendo realizada abertamente frente a um mundo polarizado", acrescentou Muallem.

Em seu discurso, o ministro garantiu que o regime de Bashar al Assad segue comprometido em avançar no diálogo político que se desenvolve periodicamente em Genebra com mediação da ONU.

Mas o ministro sírio deixou claro que essa solução política deve respeitar a soberania, a independência e a integridade territorial de seu país, a fim de se chegar a uma saída "sem interferências estrangeiras".

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos