Governo e Farc assinam acordo de paz e encerram 52 anos de guerra na Colômbia

Cartagena (Colômbia), 26 set (EFE).- O presidente da Colômbia, Juan Manuel Santos, e o líder das Farc, Rodrigo Londoño Echeverri, conhecido como "Timochenko", assinaram nesta segunda-feira o acordo de paz que põe fim a mais de meio século de conflito armado no país.

O acordo é fruto de quase quatro anos de diálogos entre o governo e as Farc em Havana e foi selado em Cartagena diante de mais de 2.500 convidados, entre eles 13 presidentes.

O primeiro a assinar foi "Timochenko", que utilizou um "balígrafo", uma bala convertida em caneta, como sinal da evolução que a Colômbia terá em seu futuro. Ao terminar, ele levantou os braços e recebeu uma salva de aplausos.

Posteriormente, Santos também assinou o acordo com um "balígrafo", sendo igualmente aplaudido pelos convidados, que usavam roupas brancas. Em seguida, o presidente colombiano entregou a "Timochenko" uma pomba da paz. Os dois se deram as mãos e tiveram uma pequena conversa na qual mostraram bom humor.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos