Uruguai forma policiais para não discriminarem coletivo LGBT

Montevidéu, 27 set (EFE).- O Ministério do Interior do Uruguai apresentou um guia técnico que busca sensibilizar e capacitar os policiais do país sobre o tratamento igualitário a integrantes do coletivo LGBT (lésbicas, gays, bissexuais e transexuais), informaram nesta terça-feira fontes oficiais.

O diretor de Secretaria do Ministério, Charles Carrera, afirmou em declarações ao portal da presidência uruguaia que o guia apresentado demonstra "respeito" e "compromisso" com as necessidades de um coletivo na busca por maior igualdade e inclusão.

O material foi concebido em parceria com o Fundo de População das Nações Unidas no Uruguai e resume conhecimentos adquiridos em oficinas, conversas abertas e cursos implementados pela Divisão de Políticas de Gênero do Ministério do Interior.

O objetivo é conseguir que, através do guia, as forças da ordem visualizem as problemáticas do coletivo em suas tarefas diárias.

"Se queremos obter avanços qualitativos na convivência social e se buscamos brindar respostas policiais de qualidade, é preciso conhecer a legislação e dificuldades que atravessam coletivos vulneráveis na vida cotidiana", afirmou Carrera na apresentação do guia técnico.

Além disso, acrescentou que, se houver conhecimento e existir uma reflexão sobre o assunto, é possível pensar estratégias para prevenir e melhorar a gestão de denúncias e investigação de crimes.

Por outra parte, Carrera destacou que o Ministério tem como compromisso, no marco do Conselho Nacional de Diversidade, trabalhar em um anteprojeto de lei integral para pessoas trans, fazendo ênfase nos efeitos da discriminação e em eliminar a estigmatização profissional que sofrem.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos