Extrema direita hindu celebra com festas e doces vitória do "rei" Trump

Nova Délhi, 9 nov (EFE).- A formação ultradireitista indiana Hindu Sena celebrou nesta quarta-feira com doces, tambores e festas a vitória do "rei do mundo" Donald Trump como novo presidente dos Estados Unidos, o que contrastou com a breve felicitação e os bons desejos do primeiro-ministro da Índia, Narendra Modi.

Reunidos em Nova Délhi, seguidores do Hindu Sena pediram "longa vida" a Trump.

"Agora a paz será restaurada no mundo e o terrorismo eliminado. É o rei do mundo", assegurou à Agência Efe o presidente do Hindu Sena, Vishnu Gupta, na qual é a quarta grande amostra de profundo amor do grupo rumo a seu idolatrado Trump.

O líder da formação da extrema direita hindu, profundamente antimuçulmana, ressaltou que com o novo presidente dos Estados Unidos "o terrorismo islâmico vai desaparecer" e se mostrou confiante de que Trump ajudará a combater seu arquiinimigo Paquistão.

O primeiro-ministro da Índia reagiu à vitória de Trump diante da candidata democrata Hillary Clinton com uma felicitação em um breve comunicado, no qual manifestou seu desejo de levar as relações bilaterais entre a Índia e Estados Unidos até "novas cúpulas".

Modi acrescentou, além disso, que aprecia "a amizade" que Trump mostrou em relação à Índia durante sua campanha eleitoral, uma postura que o novo presidente americano foi, no entanto, modificando ao longo dos meses.

Trump inicialmente atacou a mudança e subcontratação das atividades de empresas americanas no país asiático, ao qual acusou de "levar embora o trabalho" dos EUA, embora também disse que a Índia está fazendo isso "muito bem" e será "o melhor amigo".

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos