Presidente da Nicarágua presta homenagem a Fidel Castro

Manágua, 26 nov (EFE).- O presidente da Nicarágua, Daniel Ortega, rendeu neste sábado uma homenagem ao ex-governante de Cuba, Fidel Castro, que morreu na noite da sexta-feira aos 90 anos de idade.

A homenagem, que teve como ato central um discurso de Ortega, incluiu música do cantor cubano Silvio Rodríguez e o poema musicalizado "Caminhante, não há caminho", do poeta espanhol Antonio Machado.

"Fidel iniciou um novo caminho rumo à infinitude do amor, da solidariedade, da paz", disse Ortega, na Praça da Revolução, ao norte de Manágua.

O líder nicaraguense destacou a solidariedade e o espírito libertário, como um legado de Castro ao mundo.

Ortega decretou este sábado nove dias de duelo na Nicarágua pela morte do ex-líder cubano.

Artistas nicaraguenses realizaram uma cantata com música de trova no teatro nacional Rubén Darío, em homenagem a Fidel Castro, que tem a admiração no país centro-americano.

Nicarágua e Cuba são dois países próximos desde que o governo sandinista assumiu o poder, após a revolução que derrubou o ditador Anastasio Somoza Debayle, há 37 anos.

Sob a direção de Fidel Castro, as Forças Armadas de Cuba treinaram os guerrilheiros sandinistas que lideraram a revolução da Nicarágua em 1979.

Os países são aliados em temas políticos internacionais e mantêm estreita cooperação em campos como educação e medicina.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Newsletter UOL

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos