China aprova criação de novo órgão anticorrupção independente

Pequim, 27 dez (EFE).- A Assembleia Nacional Popular (ANP), o principal órgão legislativo da China, aprovou a criação de um novo órgão anticorrupção independente, informou nesta terça-feira o jornal governista "Global Times".

No marco da campanha contra a corrupção no seio do Partido Comunista da China (PCCh), que se intensificou sob o mandato do presidente Xi Jinping, a criação deste Comitê de Supervisão outorgará poderes disciplinares às assembleias legislativas pela primeira vez.

"As autoridades de supervisão deixarão de estar filiadas ao governo, e porão fim a uma longa história de controles internos", afirmou o antigo subdiretor do Instituto Chinês de Inspeção Disciplinar, Li Yongzhong, acrescentando que o comitê terá a mesma capacidade legal que o Executivo.

Este novo departamento aglutinará as funções dos departamentos de supervisão e de prevenção da corrupção, assim como parte das competências das procuradorias encarregadas dos crimes relacionados às funções públicas, como subornos e negligências, e também imporá penas aos culpados.

Até agora, a Comissão de Inspeção Disciplinar do PCCh se encarregava de supervisionar todos os funcionários governamentais e membros do partido.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos