Turquia fecha 94 associações civis sob amparo do estado de emergência

Istambul, 30 dez (EFE).- O Ministério do Interior da Turquia decretou nesta sexta-feira o fechamento de 94 associações cívicas relacionadas tanto com setores esquerdistas da sociedade como com grupos islamitas.

A medida foi tomada sob o amparo do estado de emergência, vigente desde o último mês de julho por causa do fracassado golpe de Estado, informou um comunicado publicado no site do Ministério do Interior.

O Ministério detalha que 42 organizações têm laços com a confraria do pregador Fethullah Gülen, a quem Ancara considera instigador do levante, e outras 26 estão vinculadas ao proscrito Partido de Trabalhadores de Curdistão (PKK), a guerrilha curda.

Também há três organizações do âmbito do grupo ultramarxista armado DHKP-C, outras 19 de diversas agrupamentos de extrema esquerda, e quatros relacionadas com o grupo terrorista Estado Islâmico (EI).

O Ministério lembra que desde julho já tinham sido fechadas por decretos anteriores 1.108 associações relacionadas com a confraria gülenista, 189 do âmbito do PKK, 20 do DHKP-C e oito do EI.

Nos primeiros meses depois do fracassado golpe, o governo turco empreendeu um expurgo em massa de supostos simpatizantes na Administração, na imprensa e no mundo empresarial, e em seguida começou a ampliar estas medidas ao âmbito da esquerda curda.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos