Fillon e Le Pen cancelam atos de campanha após tiroteio em Paris

Paris, 20 abr (EFE).- O conservador François Fillon e a ultradireitista Marine Le Pen, candidatos às eleições presidenciais francesas, cancelaram os atos de campanha programados para a sexta-feira após o tiroteio ocorrido na avenida Champs-Élysées, em Paris.

"A nação é solidária com os policiais. O ocorrido parece lamentavelmente um ato terrorista. Nestas condições, cancelo os deslocamentos previstos em minha campanha amanhã (sexta-feira)", informou o líder do partido Os Republicanos à emissora "France 2".

A presidente da Frente Nacional (FN), que participava do último grande evento televisivo conjunto ao lado dos outros dez candidatos, divulgou posteriormente que também havia cancelado sua agenda.

Le Pen compareceria a um abrigo para animais em Montceau-les-Mines, no leste do país, e Fillon terminaria a campanha em Chamonix, nos Alpes franceses.

O ataque aconteceu por volta das 21h (hora local; 16h em Brasília) desta quinta-feira, causou a morte de um policial e ferimentos graves em outros dois agentes e um pedestre, após o autor do tiroteiro estacionar o carro à altura de uma viatura e abrir fogo.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos