Merkel se reunirá com Obama na 5ª feira de manhã e com Trump durante a tarde

Berlim, 24 mai (EFE).- A chanceler alemã, Angela Merkel, se encontrará na quinta-feira, no período da manhã, com o ex-presidente americano Barack Obama em Berlim e depois viajará para a Cúpula da Otan em Bruxelas, onde se reunirá com Donald Trump, novo morador da Casa Branca.

No dia da Festa da Ascensão, feriado em Berlim, e sobre um grande palco situado diante do emblemático Portão de Brandeburgo, Merkel e Obama debaterão sobre a necessidade de assumir responsabilidades, em casa e no mundo, em uma "democracia comprometida".

Por ser um dos principais feriados do país, é esperada a assistência de dezenas de milhares de pessoas, entre reforçadas medidas de segurança após o atentado de Manchester.

O porta-voz da Chancelaria, Steffen Seibert, apontou hoje que Merkel informou a Trump sobre seu encontro amanhã com Obama, à frente agora de uma fundação que leva o seu nome.

Obama retorna à cidade na qual encerrou sua última viagem europeia como presidente americano em novembro, dias após a vitória do republicano Trump contra Hillary Clinton, e se reencontrará com uma de suas principais aliadas no continente.

"Se eu fosse daqui, se fosse alemão, seria seu seguidor, lhe daria o meu voto", disse na sua última coletiva de imprensa junto a Merkel, quando a alemã ainda não tinha anunciado sua intenção de concorrer às eleições para um quarto mandato.

Segundo Seibert, a chanceler não espera que Obama dê seu apoio agora que já apresentou sua candidatura, como fez com o francês Emmanuel Macron antes do segundo turno das eleições presidenciais do país.

Não obstante, a sintonia entre Obama e Merkel era patente, como são as diferenças entre Merkel e Trump, que recebeu em um frio encontro a chanceler na Casa Branca em 17 de março.

Após o ato no Portão de Brandeburgo, Merkel viajará para Bruxelas para participar da reunião de chefes de Estado e de Governo da Otan, que inaugurarão a nova sede da Aliança construída em um palco de batalha nas duas guerras mundiais.

Trump descobrirá um monumento em homenagem às vítimas de 11S e à defesa coletiva, e Merkel, uma peça do muro de Berlim.

Após a reunião da Otan, ambos voltarão a se encontrar na Cúpula do G7, que será realizada na sexta-feira e no sábado na cidade siciliana de Taormina.

Perante essa reunião, vários temas principais, como o comércio e a luta contra a mudança climática, seguem abertos perante as reticências da Administração Trump a se comprometer contra o protecionismo e com o Acordo de Paris, duas das bandeiras da chanceler.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos