Migração líquida se reduziu no Reino Unido em 2016

Londres, 25 mai (EFE).- A migração líquida no Reino Unido ficou situada em 248 mil pessoas em 2016, o que representou uma queda de 84 mil pessoas com relação ao ano anterior, segundo dados divulgados nesta quinta-feira pelo Escritório Nacional de Estatísticas (ONS).

Trata-se da primeira vez desde março de 2014 que essa cifra - que fala da diferença entre as chegadas e as saídas do país - se situa abaixo de 250 mil pessoas, especificou este organismo em um comunicado.

O ONS indicou que esta mudança foi impulsionada por um aumento "estatisticamente significativo" da emigração, já que 40 mil pessoas durante esses 12 meses deixaram o país.

Os dados também revelaram que a cifra de imigração foi de 588 mil pessoas no passado ano, o que significa uma queda de 43 mil frente ao ano anterior, enquanto que a de emigração se situou em 339 mil pessoas.

O escritório aponta que os estrangeiros que deixaram o Reino Unido no passado ano foram majoritariamente cidadãos procedentes da União Europeia (UE).

Concretamente, 117 mil cidadãos comunitários abandonaram o país em 2016, 31 mil mais com relação aos que foram embora em 2015.

A redução da migração líquida também se deve à queda nas chegadas de cidadãos procedentes de países do leste e do centro da Europa, de acordo com os especialistas.

O organismo inclui no seu relatório os seis meses posteriores à realização do histórico referendo europeu de 23 de junho neste país, que terminou com o triunfo do Brexit.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos