Trump diz que Hillary conspirou com seu partido para vencer o "louco" Sanders

Washington, 25 jun (EFE).- O presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, acusou Hillary Clinton neste domingo de conspirar com o seu partido para vencer o "louco" Bernie Sanders, que foi rival dela nas primárias democratas para as eleições presidenciais de 2016.

Trump usou o Twitter para acusar Hillary de "conspirar" com os democratas, no que parece ser uma alusão à investigação sobre a suposta ingerência russa nas eleições, uma vez que os meios de comunicação usaram a palavra "conspirar" para descrever a possível relação entre a campanha do atual presidente e a Rússia.

"Hillary Clinton conspirou com o Partido Democrata para vencer o louco Bernie Sanders. Ela pode conspirar? Injusto para Bernie", escreveu Trump no Twitter.

Durante a campanha eleitoral do ano passado foi revelado que funcionários do Comitê Nacional Democrata (DNC, na sigla em inglês), o órgão que dirige o Partido Democrata, tinham traçado diferentes estratégias para vencer Sanders e favorecer a escolha de Hillary como candidata.

O portal Wikileaks foi o responsável por publicar em julho de 2016 mais de 19.000 polêmicos e-mails nos quais funcionários democratas falavam de estratégias para debilitar Sanders.

O vazamento do Wikileaks provocou a renúncia da presidente do DNC, Debbie Wasserman Schultz, aliada de Hillary, e deixou fortes divisões internas dentro dos democratas.

Durante as eleições, alguns eleitores de Sanders votaram em Hillary, mas outros votaram em branco ou até mesmo preferiram escolher Trump, que como Sanders encarnava o descontentamento da classe trabalhadora.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos