Príncipe William faz última viagem como piloto de ambulância aérea

Londres, 27 jul (EFE). - O príncipe William fará nesta noite a última viagem como piloto de ambulância aérea, antes de passar a se dedicar em tempo integral aos assuntos da realeza.

Em janeiro, o duque de Cambridge anunciou que sairia do serviço de emergência aérea da East Anglian Air Ambulance (EAAA), para o qual trabalhou nos últimos dois anos. À época, ele afirmou estar "muito orgulhoso de ajudar" o EAAA e que sentia "profundo respeito" por todos os homens e todas as mulheres que participam do grupo e ajudam à comunidade.

Depois que o avô, o duque de Edimburgo, anunciou que se afastaria da vida pública, tanto William quanto sua esposa, Kate, se voltaram totalmente aos deveres reais. Agora, espera-se que o segundo herdeiro na linha de sucessão passe mais tempo em Londres, já que atualmente mora em Anmer Hall com a mulher e os dois filhos.

Em carta publicada pelo "East Anglian Daily Times", o príncipe agradeceu o trabalho de "uma equipe incrível" que salva vidas na região todos os dias.

"Como parte da equipe, fui convidado a compartilhar momentos de extrema emoção", disse ele.

Já o chefe da EAAA, Patrick Peal, afirmou que "William foi um dos que realizaram duros trabalhos" e, como piloto de ambulância, "salvou centenas de vidas".

O príncipe, de 35 anos, começou a trabalhar como piloto em março de 2015, ao concluir o treinamento específico para participar de missões de resgate. Durante este tempo, fez parte do grupo que atua nos condados de Bedfordshire, Cambridgeshire, Norfolk e Suffolk.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos