PUBLICIDADE
Topo

Ataques deixam ao menos 3 mortos no leste do Quênia

31/08/2017 15h00

Nairóbi, 31 ago (EFE).- Pelo menos três pessoas morreram em Nyongoro, no leste do Quênia, em dois ataques diferentes, quando um veículo blindado no qual transitavam várias pessoas passou sobre uma mina de fabricação caseira na estrada, informou nesta quinta-feira a imprensa local.

Os dois ataques, que ocorreram na noite de ontem no condado de Lamu, teriam sido supostamente cometidos pelo grupo terrorista somali Al Shabab, informou o jornal queniano "The Star", mas ninguém reivindicou sua autoria até agora.

No primeiro ataque, vários homens armados atiraram contra os ocupantes do veículo depois que este passou sobre o artefato explosivo improvisado (IED, sigla em inglês), o que resultou na morte de duas pessoas e deixou várias outras feridas, que tiveram que ser levadas para um hospital.

O segundo ataque ocorreu a cerca de 50 metros de distância do primeiro, onde um caminhão foi alvo de uma emboscada de homens armados, o que causou a morte de outro civil.

Os incidentes ocorreram a vários quilômetros do distrito policial de Gamba, onde os agressores também destruíram um poste de luz.

Esses ataques acontecem depois que três pessoas morreram em uma ação do Al Shabab no último dia 18, e que quatro militantes do grupo terrorista foram decapitados em Witu, no leste de Lamu.

Desde o fim de maio, dezenas de pessoas morreram em diferentes ataques realizados na região fronteiriça, onde está mantido o toque de recolher.

O exército queniano está posicionado na região próxima da fronteira para tentar conter a entrada de jihadistas provenientes da Somália.

O Al Shabab aderiu formalmente à rede terrorista Al Qaeda em 2012 e já matou cerca de 500 pessoas no Quênia desde abril de 2013, em represália pelo envio de tropas deste país à Somália para combater o jihadismo.