Puigdemont afirma que não deixará o governo e aceitará resultado de eleições

Bruxelas, 31 out (EFE).- O ex-presidente catalão, Carles Puigdemont, garantiu nesta terça-feira que "nunca" deixará o governo da Catalunha, mas que aceitará as eleições autônomas de 21 de dezembro e seus resultados, e pediu ao Executivo central que faça o mesmo.

"Nunca abandonaremos o governo e vamos continuar trabalhando", disse Puigdemont em coletiva de imprensa em Bruxelas na qual perguntou ao governo de Madri se respeitará em 21 de dezembro os "resultados majoritários das forças independentistas".

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

UOL Newsletter

Receba por e-mail as principais notícias sem pagar nada.

Quero Receber

UOL Cursos Online

Todos os cursos