Oposição venezuelana irá a diálogo com governo acompanhada da sociedade civil

Caracas, 27 nov (EFE).- A aliança da Mesa da Unidade Democrática (MUD), principal coalizão de oposição da Venezuela, anunciou nesta segunda-feira que irá ao diálogo com o governo liderado pelo presidente do parlamento, Julio Borges, e representado também por grupos econômicos e da sociedade civil.

O anúncio sobre a composição da delegação foi feito em entrevista coletiva hoje em Caracas. Borges reafirmou que a abertura de um canal humanitário que permita o envio de remédios e de alimentos, além de uma mudança no Conselho Eleitoral, serão temas centrais das negociações com os chavistas.

A libertação dos detidos que a oposição e órgãos internacionais consideram como "presos políticos" e a restituição dos poderes constitucionais que foram tirados do parlamento controlado pela oposição são outras das demandas apresentadas pela oposição.

"A delegação democrata venezuelana se ampliou para incluir na mesma técnicos representativos dos setores trabalhistas, operários, produtivos, acadêmicos e de organizações de direitos humanos", disse o ex-presidente da Fedecámaras, Jorge Roig, um dos que acompanhará a MUD no diálogo com o governo da Venezuela em Santo Domingo.

"A luta para alcançar esses objetivos não pode ser unicamente política", disse o empresário.

A conversa entre chavistas e a oposição também terá a supervisão dos chanceleres de México, Chile, Paraguai, Bolívia, Nicarágua e República Dominicana. Além deles, também participarão economistas, intelectuais, sindicalistas e outros membros da sociedade civil.

A oposição tenta na negociação conseguir garantias eleitorais para as eleições presidenciais previstas para ocorrer em 2018.

A MUD denunciou graves irregularidades e fraudes em pelo menos um estado nas eleições regionais de 15 de outubro, vencida pelos chavistas. Os mesmos partidos que vão ao diálogo não participarão do pleito municipal do dia 10 de dezembro por afirmarem que o Conselho Eleitoral não está realizando o processo justo.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Newsletter UOL

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos