Trump doa salário do terceiro trimestre para combater crise de opioides

Washington, 30 nov (EFE).- O presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, doou o salário recebido no terceiro trimestre do ano para o Departamento de Saúde, com o objetivo de combater a crise de dependência de opioides que mata 175 pessoas por dia no país.

O secretário interino de Saúde, Eric Hargan, anunciou em entrevista coletiva nesta quinta-feira que Trump o entregou um cheque com o salário recebido durante o terceiro trimestre para que o dinheiro seja investido na luta à crise de saúde pública.

Trump, que tem uma fortuna de US$ 3,7 bilhões, segundo a revista "Forbes", prometeu durante a campanha que, se fosse eleito, doaria os US$ 400 mil brutos que ganharia como presidente.

O presidente já doou o salário dos três primeiros meses do ano - US$ 78.333 - ao Serviço Nacional de Parques dos EUA. Já o montante recebido no segundo trimestre - US$ 100.000 - foi destinado ao Departamento de Educação. A Casa Branca não detalhou de quanto foi a nova doação de Trump.

"A decisão de doar seu salário é um tributo a sua compaixão, ao seu patriotismo e um sentido de dever para com o povo americano", afirmou Hargan.

Segundo dados dos Centros de Controle de Prevenção de Doenças dos EUA (CDC), 64 mil pessoas morreram no ano passado por overdose de opioides, incluindo a heroína. Os números representam a morte de 175 americanos por dia, sete a cada hora.

Em outubro, Trump declarou a situação como uma "emergência de saúde pública", o que permite destinar recursos já existentes em nível estadual e federal à luta contra esse tipo de dependência.

No entanto, o presidente não modificou o orçamento para lidar com o problema, como tinha prometido anteriormente, o que provocou críticas dos democratas que consideraram a declaração de estado de emergência como um "gesto vazio".

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Newsletter UOL

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos