Ex-presidente chileno Eduardo Frei é internado de novo por hematoma cerebral

Santiago (Chile), 21 dez (EFE).- O ex-presidente chileno Eduardo Frei Ruiz-Tagle, que governou de 1994 a 2000, foi novamente internado nesta quinta-feira, dez dias depois de ingressar em uma clínica particular após sofrer um hematoma subdural pelo qual precisou ser submetido a uma cirurgia no cérebro.

Segundo um relatório divulgado pelo centro médico, o reingresso de Frei-Ruiz Tagle se deve a "uma recidiva (repetição) do hematoma subdural ocorrido depois da operação à qual foi submetido no dia 11 de dezembro".

O comunicado acrescenta que "o paciente se encontra estável e permanecerá hospitalizado para ter a evolução acompanhada". Há dez dias, o ex-governante, de 75 anos, teve de ser operado com urgência devido a um hematoma subdural na cabeça.

"Foi submetido a uma 'delicada' cirurgia no cérebro, embora não reverta maiores complicações", informou o neurocirurgião Roberto Vallejos.

O especialista detalhou que o hematoma subdural é uma "acumulação de sangue que entra na dura-máter, que é o revestimento do cérebro", que o comprime provocando algumas dores que se recuperam quando o coágulo é "evacuado".

Sobre as causas do hematoma subdural, o médico indicou que pode se dever a um traumatismo, embora "este não seja o caso". O especialista também disse que o problema pode manifestar devido a "qualquer esforço ou qualquer situação anômala" que pode provocar a ruptura de um vaso sanguíneo pequeno, desencadeando esta hematoma.

Frei é filho do também o ex-presidente Eduardo Frei Montalva (1964-1970) e em abril de 2014 foi designado pela atual presidente, Michelle Bachelet, como embaixador extraordinário e plenipotenciário em missão especial para a região Ásia-Pacífico.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

UOL Newsletter

Para começar e terminar o dia bem informado.

Quero Receber

UOL Cursos Online

Todos os cursos