Puigdemont propõe a Rajoy um encontro fora da Espanha

Bruxelas, 22 dez (EFE).- O ex-presidente do governo da Catalunha, Carles Puigdemont, propôs nesta sexta-feira ao presidente do governo da Espanha, Mariano Rajoy, a realização de uma reunião na Bélgica ou em outro país da União Europeia, menos a Espanha, por "motivos evidentes".

Em entrevista coletiva, Puigdemont disse que essa reunião deveria acontecer "sem condições prévias" de parte alguma e que o presidente do governo "tem uma oportunidade magnífica de começar a ficar do lado das soluções e não criar mais problemas ".

"O senhor Rajoy tentou tudo, menos uma coisa, sentar-se para conversar", acrescentou.

"É a hora da receita da política", destacou Puigdemont, que disse que "não é tão grave querer votar se é o que querem sobradamente os cidadãos".

Acompanhado de vários membros da candidatura da "Junts per Cataluña", Puigdemont assegurou que sempre teve "como via prioritária o diálogo" e acusou o governo da Espanha de ser "o que age de forma unilateral".

Por outra parte, o ex-presidente regional catalão pediu à Comissão Europeia que escute os independentistas, já que, se quer pronunciar-se sobre a situação, "pelo menos deve atender a todas as partes".

"Não peço à Comissão que mude sua opinião, tem todo o direito a apoiar a receita do senhor Rajoy, apesar de não ter funcionado nunca. Só lhe peço algo que ganhamos nas urnas e é que nos escutem", concluiu.

A proposta de encontro é divulgada depois que o bloco independentista conquistou a maioria absoluta nas eleições catalãs convocadas após a destituição do governo chefiado por Puigdemont. EFE

lmi/rsd

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Newsletter UOL

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos