Kuczynski autoriza que Humala e esposa passem Natal com os filhos

Lima, 23 dez (EFE).- O presidente do Peru, Pedro Pablo Kuczynski, autorizou neste sábado que o ex-governante Ollanta Humala e sua esposa, Nadine Heredia, ambos em prisão preventiva acusados de lavagem de dinheiro, passem o Natal juntos com os três filhos.

O Ministério da Justiça peruano informou que foram concedidas as permissões necessárias para que o casal se reúna com os filhos em festas natalinas e também passem juntos o aniversário do filho mais novo, no dia 27.

Em mensagem no Twitter, o líder anunciou que "o ex-presidente Ollanta Humala e a sua esposa Nadine Herédia passarão o Natal e o aniversário do pequeno Samin em união com seus três filhos".

Horas antes, o advogado do casal, Wilfredo Pedraza, informou à imprensa local que o Instituto Nacional Penitenciário havia rejeitado a solicitação apresentada por Humala e Heredia para receber uma visita familiar durante o Natal.

Humala está na penitenciária da Direção de Operações Especiais da Polícia, no distrito de Ate, enquanto Heredia está na prisão de mulheres no distrito de Chorrillos desde julho, quando um juiz ordenou a sua prisão preventiva por irregularidades no financiamento de campanhas.

"Pedimos uma visita familiar, mas lamentavelmente isso não foi concedido. É Natal, e nos parece uma situação bem delicada. Não é possível que três menores de idade passem o Natal sem os pais", declarou Pedraza horas antes da decisão de Kuczynski.

Humala e Herédia são investigados pelo suposto pagamento de contribuições para as suas campanhas eleitorais do então governo da Venezuela em 2006 e das empresas Odebrecht e OAS em 2011, quando o Partido Nacionalista Peruano ganhou as eleições presidenciais.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

UOL Newsletter

Receba por e-mail as principais notícias sem pagar nada.

Quero Receber

UOL Cursos Online

Todos os cursos