Fatah começa reuniões sobre reconciliação com mediadores egípcios

(Corrige partes que participaram das conversas).

Cairo, 27 dez (EFE).- O partido nacionalista Fatah começou nesta quarta-feira as conversas com os mediadores egípcios para debater a reconciliação com a organização Hamas, que não teve representantes participando do diálogo.

Uma fonte do Fatah disse à Agência Efe que na reunião de hoje foi tratada a eliminação de obstáculos para a aplicação do acordo assinado em outubro no Egito, porque o "Hamas não cumpriu os pontos estipulados". Segundo a fonte, o Fatah pediu hoje aos mediadores egípcios que intervenham para que Hamas cumpra o pacto, fechado há dois meses no Cairo e que permitiu a volta do governo da Autoridade Nacional Palestina (ANP) à Faixa de Gaza após uma década sob o controle do Hamas.

As reuniões acontecem na sede do Serviço Secreto, a portas fechadas, e estava previsto que uma delegação do Hamas participasse do encontro, no entanto, uma fonte do Fatah disse à Efe que os representantes do Hamas ainda não chegaram ao Cairo.

Esta seria a terceira reunião entre Hamas e Fatah na capital do Egito, depois da última no início de dezembro na qual ambas as partes renovaram o compromisso de reconciliação, após desencontros que levaram ao adiamento da entrega de poder em Gaza ao Executivo palestino encabeçado por Mahmoud Abbas.

Desde então, não aconteceram avanços, mas o Hamas manteve "contatos intensos" com o Egito para "abordar os obstáculos da reconciliação", conforme o jornal "Al-Hayat". A publicação destacou que o Cairo trabalha para aproximar as visões das duas fações no marco da transferência de poder na Faixa, já que o Hamas acusa à ANP de não pagar os salários dos funcionários.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

UOL Newsletter

Receba por e-mail as principais notícias sem pagar nada.

Quero Receber

UOL Cursos Online

Todos os cursos