Macron quer transformar a baguete francesa em patrimônio mundial

Paris, 13 jan (EFE).- A baguete, esse tipo de pão alongado e crocante símbolo da idiossincrasia francesa, deveria estar protegido pela ONU e transformar-se em um produto patrimônio mundial da humanidade; pelo menos na opinião do presidente da França, Emmanuel Macron.

Segundo informou neste sábado a imprensa local, Macron expressou esse desejo após ter recebido a sugestão de representantes do setor de padaria e confeitaria da França, com os quais se reuniu nesta sexta-feira.

"A França é um país de excelência na elaboração do pão. A baguete causa inveja no mundo inteiro. Há que preservar essa excelência e esse método de elaboração, por isso tem que ser inscrita como patrimônio (na lista da Unesco)", argumentou o governante.

Segundo as estatísticas, os franceses consumem 10.000 milhões de unidades desse pão crocante por ano, equivalente a 320 a cada segundo.

Em média, cada pessoa come 120 gramas diários de baguete, feita com farinha, água, sal e levedura.

No entanto, seu consumo minguou ao longo das décadas, uma vez que é três vezes menor ao que se ingeria em 1950.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Newsletter UOL

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos