Trump condena odioso ataque em Kabul e pede ação internacional decisiva

Washington, 27 jan (EFE).- O presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, condenou o "odioso" atentado que aconteceu neste sábado em Kabul (Afeganistão) e pediu à comunidade internacional para tomar "ações decisivas" contra os talibãs, supostos responsáveis pelo ataque no qual morreram quase cem pessoas.

"Condeno o odioso ataque com carro bomba em Kabul que deixou uma multidão de civis inocentes mortos e centenas de feridos (...). Todos os países deveriam adotar ações decisivas contra os talibãs e contra a infraestrutura terrorista que os sustenta", apontou o presidente em um comunicado da Casa Branca.

O presidente se soma assim ao repúdio mostrado no começo da manhã pelo Departamento de Estado dos EUA perante este ataque em que, segundo os últimos dados oficiais, morreram 95 pessoas e novas 158 ficaram feridas.

"Condenamos o ataque covarde à bomba de Kabul e a quem o realizou. Os nossos pensamentos estão com as vítimas e com as suas famílias, e nos posicionamos do lado do valente povo do Afeganistão", disse a porta-voz do Departamento de Estado de dos EUA, Heather Nauert, através das redes sociais.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Newsletter UOL

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos