Turquia dispara contra pontos dominados por milícias curdas e forças sírias

Beirute, 22 fev (EFE).- Forças turcas e facções rebeldes sírias aliadas de Ancara dispararam nesta quinta-feira contra as linhas de contato entre o enclave curdo-sírio de Afrin e as áreas em poder das forças governamentais sírias na província de Aleppo, segundo o Observatório Sírio de Direitos Humanos.

A fonte detalhou que a Turquia e os seus aliados abriram fogo de artilharia contra a área de Al Ziara, sob controle da milícia curdo-síria Unidades de Proteção do Povo (YPG, na sigla em curdo).

Al Ziara serve de separação entre a região de Afrin, em poder das YPG e alvo de uma ofensiva das tropas turcas, e os povoados de Nubul e Al Zahra, controlados pelas forças governamentais sírias.

Após este ataque, as YPG responderam disparando projéteis contra áreas do oeste de Aleppo.

O Observatório afirmou que durante a troca de fogo ficaram feridos vários membros das YPG.

A fonte ressaltou que o ataque turco contra Al Ziara coincidiu com a entrada por esta passagem de um comboio em direção a Afrin, mas não precisou se a caravana era militar ou humanitária.

Anteriormente, o Observatório informou que um comboio das forças governamentais sírias tinha chegado a Afrin para ajudar as YPG a defender a região da ofensiva turca, em virtude do acordo alcançado por ambas partes.

A Turquia e seus aliados desenvolvem desde 20 de janeiro uma campanha militar em Afrin contra as YPG, às quais o governo turco considera terroristas por seus vínculos com a guerrilha curda presente no seu território, o Partido dos Trabalhadores do Curdistão (PKK).

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

UOL Newsletter

Receba por e-mail as principais notícias sem pagar nada.

Quero Receber

UOL Cursos Online

Todos os cursos