Arábia Saudita libera presença de mulheres em espetáculos, mas não em shows

Riad, 25 fev (EFE).- As mulheres sauditas poderão participar de espetáculos ao vivo tanto para o público masculino quanto para o feminino, mas não poderão fazer shows, disse neste domingo o presidente-executivo da autoridade pública saudita de Entretenimento, Faiçal Bafrat.

Os shows são a exceção a essa norma, por isso cantoras só poderão participar de eventos organizados exclusivamente para público feminino, explicou Bafrat em declarações ao jornal saudita "Al Watan". Segundo ele, recentemente uma peça de teatro internacional com atrizes foi encenada no país para famílias sauditas. A data e o local do evento não foram especificados.

Conforme explicou, a autoridade de Entretenimento reduziu os requisitos exigidos aos organizadores de atividades de lazer. Agora serão três, e não mais nove, os aspectos a serem cumpridos para facilitar este tipo de evento aconteça.

No ano passado, órgão divulgou uma série de normas para a organização de eventos culturais no qual mulheres eram proibidas de fazer espetáculos ao vivo para grupos de famílias.

A Arábia Saudita iniciou em 2017 um pacote de reformas sociais promovidas pelo príncipe herdeiro, Mohammed bin Salman, que envolveram tanta a concessão de direitos quanto a promoção do lazer para mulheres. Antes totalmente submissas, elas agora podem trabalhar em alguns lugares antes proibidos e, a partir de junho, poderão dirigir. As novas medidas no setor de entretenimento incluíram a autorização para a construção de salas de cinemas, que serão inaugurados em março, e outros espaços de diversão.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

UOL Newsletter

Receba por e-mail as principais notícias sem pagar nada.

Quero Receber

UOL Cursos Online

Todos os cursos