Merkel e Macron exigem que Putin pressione Síria para cessar ataques aéreos

Em Berlim

  • Alexei Druzhinin, Sputnik, Kremlin via AP

    Merkel e Macron exigem que presidente russo Vladimir Putin faça pressão em governo sírio

    Merkel e Macron exigem que presidente russo Vladimir Putin faça pressão em governo sírio

A chanceler da Alemanha, Angela Merkel, e o presidente da França, Emmanuel Macron, exigiram neste domingo de Vladimir Putin que exerça "a máxima pressão" sobre a Síria para conseguir a cessação imediata dos ataques aéreos e combates nesse país.

Merkel e Macron concordaram, além disso, quanto à necessidade de cumprir "por completo" a resolução aprovada ontem pelo Conselho de Segurança da ONU, informaram fontes da Chancelaria, após o contato que os três políticos tiveram por telefone.

O objetivo da conversa era abordar a situação na Síria e muito especialmente em Guta Oriental, nos arredores de Damasco.

Os três líderes elogiaram a resolução da ONU aprovada de forma unânime, destaca Berlim em comunicado, no qual se ressalta que o Conselho de Segurança exigiu uma trégua de 30 dias em toda a Síria para facilitar o fornecimento de ajuda humanitária e as evacuações de feridos e doentes.

Merkel e Macron também apontaram a necessidade de implementar essa resolução de maneira imediata e destacaram que a cessação dos combates é fundamental para conseguir uma solução política para o conflito, de acordo com o processo impulsionado pela ONU.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

UOL Newsletter

Receba por e-mail as principais notícias sem pagar nada.

Quero Receber

UOL Cursos Online

Todos os cursos