Três funcionários humanitários morrem em ataque do Boko Haram na Nigéria

Genebra, 2 mar (EFE).- Três trabalhadores humanitários no povoado de Rann, no estado de Borno, na Nigéria, foram assassinados em um ataque do grupo jihadista Boko Haram, no qual, além disso, morreram quatro soldados e quatro policiais, informou nesta sexta-feira a Organização Internacional para as Migrações (OIM).

A entidade afirmou que dois dos mortos eram funcionários seus e os identificou como Ibrahim Lawan e Yawe Emmanuel.

Além disso, outros três funcionários humanitários ficaram feridos, disse o porta-voz da OIM, Joel Millman.

O ataque ocorreu na quinta-feira e foi feito por um "grande número de milicianos do Boko Haram que contavam com armas automáticas, lança-granadas e veículos de combate".

Com uma evidente superioridade em armamento, os terroristas atacaram uma base militar situada em Rann, onde também funciona um acampamento de deslocados internos aos quais os funcionários humanitários prestavam assistência.

Este foi outro de uma série de ataques realizados pelo grupo terrorista em Rann, onde em setembro do ano passado assassinou nove pessoas em um acampamento de deslocados.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

UOL Newsletter

Para começar e terminar o dia bem informado.

Quero Receber

UOL Cursos Online

Todos os cursos