Piñera desiste de nomear seu irmão como embaixador do Chile na Argentina

Santiago do Chile, 28 abr (EFE).- O presidente do Chile, Sebastián Piñera, informou neste sábado que desistirá da nomeação de seu irmão Pablo Piñera como embaixador do país na Argentina, o que tinha sido amplamente criticado e inclusive impugnado na Controladoria por um grupo de parlamentares de esquerda.

O líder afirmou através de um comunicado que, "no melhor interesse do país", a designação do embaixador na Argentina "é urgente e não compatível com o tempo estimado pela Controladoria", de seis meses.

Por esta razão, Piñera disse que foi iniciado um novo processo de nomeação com o país vizinho, apesar de Pablo "reunir todas as condições necessárias para ser um bom embaixador do Chile na Argentina e cumprir com todos os requisitos legais para ser designado em tal cargo".

O presidente chileno também respondeu às acusações da oposição de "nepotismo" e reiterou que "não existiu nenhum ato" dessa natureza, "muito menos negligência do interesse público".

A nomeação de Pablo Piñera "não obedecia ao fato de ser meu irmão nem a nenhum interesse particular, mas só a um legítimo interesse público", afirmou o líder na mensagem divulgada neste sábado.

Piñera declarou que se reuniu hoje com seu irmão para informar sobre sua decisão, após ter adiado na semana passada a nomeação antes de partir para a sua excursão oficial na Argentina, à espera da sentença da Controladoria.

"Agradeço sincera e profundamente a Pablo Piñera por sua permanente atitude de antepor o interesse do Chile a qualquer consideração pessoal, pondo permanentemente sua nomeação à minha disposição", disse o presidente.

A nomeação foi duramente criticada no Chile por todos os partidos e parlamentares da oposição, embora também não tenha agradado alguns setores conservadores.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

UOL Newsletter

Receba por e-mail as principais notícias sem pagar nada.

Quero Receber

UOL Cursos Online

Todos os cursos