Pyongyang voltará a adiantar o relógio meia hora para coincidir com Seul

Seul, 29 abr (EFE).- A Coreia do Norte decidiu na cúpula com a Coreia do Sul de sexta-feira passada voltar a unificar seu fuso horário com o país, depois de ter atrasado os relógios 30 minutos em 2015, informou hoje o Governo sul-coreano.

Durante a cúpula de sexta-feira passada, o líder norte-coreano Kim Jong-un, comunicou ao presidente do Sul, Moon Jae-in, sua decisão de que as duas Coreias voltassem a ter o mesmo horário depois que Pyongyang o mudou três anos atrás.

"Havia dois relógios na sala de espera de Peace House (onde aconteceu a cúpula). Um tinha a hora de Seul e o outro a de Pyongyang, isso me entristeceu", disse Kim a Moon, segundo o relato da conversa divulgada hoje pelo Governo sul-coreano.

A Coreia do Norte decidiu atrasar a hora em 30 minutos em agosto de 2015 para retornar a seu fuso tradicional de mais de um século, por causa do 70º aniversário da independência do domínio colonial japonês.

O regime fixou como hora padrão da Coreia do Norte a dos 127 graus 30 minutos longitude leste - 30 minutos mais tarde que a que tinha até então -, e a denominou hora de Pyongyang.

Então a hora norte-coreana passou a ser GMT+8,5 em vez da atual GMT+9.

GMT+8,5 era o fuso horário de toda a Coreia até que em 1912 foi adiantado meia hora pelo Império Japonês, que dominou a península entre 1910 e 1945, para que coincidisse com a de Tóquio.

Depois da libertação em 1945, a Coreia do Norte continuou com o fuso horário japonês, enquanto a Coreia do Sul retornou ao tradicional em 1954 antes de voltar à faixa atual de GMT+9 em 1961. EFE

asb-raa/ma

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

UOL Newsletter

Para começar e terminar o dia bem informado.

Quero Receber

UOL Cursos Online

Todos os cursos