PUBLICIDADE
Topo

Internacional

Chanceleres de Grécia e Macedônia buscam na ONU acordo sobre nome do país

24/05/2018 15h52

Nações Unidas, 24 mai (EFE).- Os ministros de Relações Exteriores da Grécia, Nikos Kotzias, e da Macedônia, Nikola Dimitrov, se reuniram em Nova York, sob mediação da ONU, para tentar fechar a disputa sobre o nome da Antiga República Iugoslava da Macedônia.

As discussões, mediadas pelo enviado da ONU para a disputa, Matthew Nimetz, ocorrem depois de a Macedônia ter afirmado que as partes chegaram a um acordo, mas nada foi oficialmente divulgado.

Tanto Kotzias como Dimitrov se reuniram em Nova York com o secretário-geral da ONU, António Guterres, antes de se encontrarem nesta quinta-feira com o mediador designado pelas Nações Unidas.

Perguntado pela possibilidade de um acordo definitivo, o porta-voz do secretário-geral, Stéphane Dujarric, disse hoje que a ONU prefere não fazer qualquer tipo de previsão.

No último fim de semana, o primeiro-ministro da Macedônia, Zoran Zaev, informou que propôs à Grécia o nome República da Macedônia Ilinden. O objetivo é encerrar uma disputa que dura quase três décadas e impede o acesso do país à União Europeia (UE) e à Organização do Tratado do Atlântico Norte (Otan).

O nome faz referência à revolta de Ilinden contra o Império Otomano em 1903, considerado como o ponto de partida da identidade nacional e do estado moderno da Macedônia. Atualmente, o país celebra uma festa nacional em homenagem a data no dia 2 de agosto.

Zaev disse que a Grécia considera que esta é uma "opção viável" para solucionar o conflito. No entanto, o primeiro-ministro grego, Alexis Tsipras, destacou que tudo precisa passar por uma mudança da Constituição do país vizinho e pela adoção de um único nome.

Internacional