PT formaliza pré-candidatura de Lula à presidência

Rio de Janeiro, 27 mai (EFE), - O PT formalizou neste domingo a pré-candidatura do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, preso por corrupção, com mobilizações em várias cidades do Brasil, mas que perderam força após sete dias de greve dos caminhoneiros.

Com o país paralisado pelo desabastecimento de combustíveis e alimentos causado pela greve dos caminhoneiros, o PT convocou simpatizantes de Lula neste domingo para que, através de marchas e manifestações, se reforçasse a presença do ex-governante em todo o país como pré-candidato à presidência.

Sob o lema "Aquecimento da pré-candidatura de Lula", os atos deste domingo reuniram parlamentares e militantes que participaram da jornada em pelo menos 30 cidades do país.

Segundo afirmou o PT em sua conta no Twitter, simpatizantes do ex-presidente se concentraram para marchar e participar de atos culturais em cidades como Brasília, São Paulo, Curitiba, Recife e em municípios dos estados de Natal, Ceará, Amazonas, Bahia, Pernambuco e Rio Grande do norte, entre outros.

Lula cumpre atualmente uma condenação de 12 anos e um mês de prisão por corrupção passiva e lavagem de dinheiro, em uma sala situada na sede da Polícia Federal em Curitiba.

Apesar de Lula estar inabilitado para disputar a presidência, o PT anunciou que no dia 15 de agosto oficializará a candidatura do ex-governante e disse que tentará reverter essa situação com recursos perante o Tribunal Superior Eleitoral e o Supremo Tribunal Federal.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

UOL Newsletter

Receba por e-mail as principais notícias sem pagar nada.

Quero Receber

UOL Cursos Online

Todos os cursos