Novo ministro de Interior da Itália considera prioridade expulsar imigrantes

Roma, 31 mai (EFE).- O líder do partido Liga Norte e novo ministro de Interior da Itália, Matteo Salvini, antecipou nesta quinta-feira que "mandar para casa" os imigrantes será sua "prioridade", depois de concretizar a formação do governo entre sua legenda e o antissistema Movimento 5 Estrelas.

"Mandá-los para casa será a minha prioridade", disse Salvini quando foi interpelado por seus apoiadores em um ato eleitoral no município de Sondrio.

"Haverá portas abertas na Itália para a gente boa, mas uma passagem de volta para os que vêm armar confusão e querem ser mantidos por toda a vida", acrescentou.

As declarações de Salvini aconteceram instantes depois que, em Roma, o presidente Sergio Mattarella aprovou o governo de Giuseppe Conte, o primeiro-ministro escolhido para liderar o Executivo do Movimento 5 Estrelas e da Liga e no qual ele fará juramento amanhã como ministro de Interior.

Em seu discurso, muito aplaudido, Salvini defendeu que as crianças "têm uma mãe e um pai e não progenitor 1 e progenitor 2" e convidou seus apoiadores a sentir "orgulho e dignidade" por serem italianos.

Também antecipou que, durante seu trabalho como ministro, sua intenção é estar o maior tempo possível entre as pessoas e pediu que se defenda "com os dentes os frutos da nossa terra".

"Há muitas coisas a fazer e não faremos tudo em uma semana. O governo tem gente de boa vontade, limpa e que não tem dívidas, só com os italianos que nos deram sua confiança", concluiu.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

UOL Newsletter

Para começar e terminar o dia bem informado.

Quero Receber

UOL Cursos Online

Todos os cursos