PUBLICIDADE
Topo

Internacional

Ônibus com venezuelanos que seguem para o Peru chegam a fronteira do Equador

25/08/2018 01h49

Huaquillas (Equador), 24 ago (EFE).- Os primeiros cinco ônibus de um total de 24 que cruzam pela ponte terrestre habilitada pelo Equador para transferir cerca de 1 mil migrantes venezuelanos do norte para o sul do país chegaram na noite de sexta-feira na fronteira de Huaquillas, desde onde cruzarão para o Peru.

A chegada dos cinco primeiros ônibus aconteceu pouco antes das 22h (hora local), depois de uma viagem de quase 18 horas destinada a colocá-los na fronteira antes que o Peru comece a exigir passaportes para entrar em seu território, neste sábado.

Os migrantes deverão agora proceder com os procedimentos de fronteira antes que entre em vigor a nova disposição.

O Equador criou um "corredor humanitário" para agilizar o mudança de venezuelanos desde o norte, em limites com a Colômbia, para a fronteira com o Peru.

Na longa viagem ao Peru em ônibus fretados pelo governo equatoriano, os migrantes, entre eles várias crianças, percorreram uma distância de cerca de 840 quilômetros.

Esta noite, milhares de venezuelanos, entre eles famílias inteiras, formaram longas filas para entrar no Peru, através da fronteira com o Equador, antes do início da madrugada de hoje quando a passagem para os imigrantes deste país será fechada para aqueles que não dispõem de passaporte.

Apesar do grande afluxo de venezuelanos nas horas prévias à entrada em vigor desta restrição, a normalidade e um otimismo misturado de cansaço reinou na fronteira de Tumbes, sua principal porta de entrada para o Peru, onde estes migrantes chegaram após dias de viagem e caminhadas com as malas nas costas.

Internacional